quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

the end x the and

sem deixas
NÃO.
ainda não digo
"me deixa"
vê se enxerga nas minhas entrelinhas
bota a música que você canta em prática
ela é bonita mais ainda não encanta
porque não é vida que anda.

não sou fugitiva de mim
procuro os silêncios que são
ou a batida forte
o pulso que move numa nova direção

não me venha com frases que não dizem nada
palavras sem sentido
sem nexo
sem teu eu pretenso sensível
pra quê?
o que quer dizer?
(não pra mim...)
pra você!!!!
eu também não descobri a minha resposta
e isso não importa nesse agora
estou ocupada desvendando a grande pergunta que há por trás de mim
sempre tão discreta
na naturalidade dizendo que estou sem pressa
mas aqui dentro ando gritando
vida : vida-te
e sendo
não acredito em juventude perdida
nem em amor que encarcera e que faz da realidade cinema hollywoodiano
não vivo só de momentos
mas aqui tudo sim, de verdade, é intenso.

queria conseguir dizer independente da palavra
a tradução do que se passa
do que eu ando desvendando no meu coração
todo fim é um começo
e os inícios sempre tão no risco dos fins...
eu sempre quando afim
me desnudo do medo
essa é minha luta diária
coragem de experimentar o que é sem a pretensão do que deve ser
nada é uma exigência
mas a vida me provoca
me exige urgência
estou aqui
liberta pra estar
entre djs..i want love e Im free
I can see what i need
I see It`s always inside of me
I celebrate "My-Self "
and sing with my flowers and my huge trees

o que andam chamando de amor...eu desconheço
essa palavra mal usada
o meu mais sublime tem que vir sem medo
num impulso repentino
e em outro endereço.

Um comentário:

Related Posts with Thumbnails