quarta-feira, 17 de setembro de 2008

qualquer coisa como qualquer coisa

Hoje. acordar na corrida do tempo . Mais acelerado. Batimento rápido o resto do corpo todo sonado.
Figurino.
Pra vocês. Eu no disfarce do riso.
tá. minto.
eu rindo é atributo do que eu sinto.juro!
pediram preu sorrir de verdade. em algum momento desse dia acelerado.
não consigo por muito tempo, senão fica congelado.
que estranho.
sorrio.

Agora.
eu já atleta do tempo. ganhando a corrida.
to no podium de acelerada.
falaram de um remédio
que aplaca, acalma, anti- ansiedade.
todo mundo tomando.
esqueci o nome.
natural.
o remédio.
e eu também
assim.
.................

chuva.
quase anônima na livraria
eu
procurando pelo título a distração.

divagação
é uma ação devagar?
sei...essa brincadeira com palavra chega a ser vulgar...
( merda tá rimando..pior ainda, tá foda não to conseguindo cortar a rima)
mas eu to perguntando mesmo.
é sério.
enfim depois do ( )
clarice entrevista um bando de gente num livro de capa vermelha e branca.

"eu exijo muito, porque me dou muito"
Tônia Carrero quem disse.
pensamentos respondidos a altura das perguntas do livro de capa branca e vermelha. mais branca que vermelha.
só assim vejo graça nas entrevistas. isso hoje
respostas que me cabem.
que gostaria de responder.
de viver.
Posso roubar?
tá cabendo em tudo na minha vida bem nesse agora.

posso Tônia?
mas vou usar mais vermelho que branco.
por dentro, não na capa.
escarlate.

2 comentários:

Hildebranda disse...

vem ca, vem! for you my sister!

PS disse...

"natural.
o remédio.
e eu também
assim."

lindo!

Related Posts with Thumbnails