sexta-feira, 3 de outubro de 2008

em processo

tenho vontade de te dar um tapa na cara
e depois um abraço bem apertado.
tenho vontade de gritar,
dizer que acho tudo errado
e depois me render com alguma jura de vitória e convicção.
tenho dor e raiva desses meus olhos ingênuos
e depois muita gratidão.
tenho vontade de brigar com você
e depois apertar o pause pra comemorar toda raiva que se perdeu,
com vinho tinto (o meu sempre gelado e o seu no gargalo).
tenho vontade de confiar cada vez mais em você
e que sua vida responda sempre a minha confiança.
tenho vontade de te aplaudir ,gritar
e concordar de vez em quando que nem sempre a vida dá pé.
tenho vontade de dialogar sobre a minha e a tua convicção
e descobrir que mais do que mão dupla , sejam 8,16...
o que importa não é a pista, é o sentido que a gente dá à direção.
tenho vontade de vida de verdade (com todas suas dores e rimas)
e da expansão que fertiliza minha estrada de achismos,olhares e pulsação.
tenho vontade de somar os bastidores de todos dias nublados,
desde que você me contou que eles geram mais do que a comoção.
tenho sempre a vontade de nunca abrir mão de chorar aos montes,
me emocionar ,acreditar ,agrupar, somar
sem ou cem palavras
tenho certeza que a gente se encontra nesse compasso ávido da batida do coração.
e é essa a linguagem que diz...


Um comentário:

PS disse...

você é bonita.

Related Posts with Thumbnails